Marcos Bulgarelli

Atraso nas decisões de benefícios e sucateamento do INSS ferem direitos

É absurda a situação em que o cidadão, necessitando de uma solução emergencial para a sua vida, tenha seu direito cerceado por entraves burocráticos e se encontre obrigado a recorrer à contratação de um advogado, gerando custos e transtornos.

Marcos Verlaine

Bolsonaro vota na Câmara contra os trabalhadores e o povo

Estamos falando de temas como a Reforma Trabalhista, a terceirização da mão de obra, o Teto de Gastose o pré-sal. Munidos destas informações, os dirigentes sindicais precisam fazer chegar ao conhecimento dos trabalhadores quem são os inimigos da classe trabalhadora, que na campanha dizem uma coisa e na prática fazem outra.

Joanne Mota

Crise no Brasil tem nome, RG e CPF

O estudo aponta que mais de um terço dos setores industriais fechou a primeira metade do ano com desempenho negativo. As informações desmentem o discurso da gestão Temer de que o Brasil tenha encontrado o caminho para a “recuperação econômica”.

Antônio Augusto de Queiróz (Toninho)

Mais de 80% dos deputados estaduais concorrem à reeleição

Os estados com maior percentual de candidatos à reeleição são Amapá, com 95,83%; Rio Grande do Norte, com 91,67%, e Rondônia, com 91,67%. O estado com menor percentual de postulante à recondução ao mandato é Rio de Janeiro, com 65,52%. Entre as 27 Assembleias Legislativas, em apenas dez o percentual de candidatos à reeleição é inferior a 80%.

Ricardo Flaitt

Sem Lula e sob o risco do extremismo, Ciro avança na disputa presidencial

Na direita, com seu principal candidato, Geraldo Alckmin, patinando nas pesquisas, e outros na penumbra das estatísticas, Ciro surge como alternativa entre o PSDB e o PT para enfrentar o radicalismo-oco de Bolsonaro, em que grandes segmentos da esquerda e direita veem como um caminho caótico para o país.

Miguel Torres

Terceirização: um golpe contra os trabalhadores

Para atestarmos que a adoção da terceirização em qualquer atividade é um efetivo atentado contra os trabalhadores, basta dizer que a Associação Nacional dos Magistrados Trabalhistas (Anamatra), criticou duramente a decisão do STF por entender que a terceirização irrestrita viola o regime constitucional da proteção ao emprego e agrava problemas, como alimentar a alta rotatividade dos trabalhadores.

João Paulo Ribeiro (JP)

Uma gestão contra o Brasil

Mais uma vez somos nós, classe trabalhadora, que pagamos a conta. Agora, o trabalho escravo é legal e os servidores públicos serão ainda mais precarizados. Essas medidas confirmam que a gestão Temer não tem compromisso com o país e nem com o nosso povo.

Carolina Maria Ruy

Centro de Memória Sindical: patrimônio histórico dos trabalhadores

Quero ressaltar com isso que, na contramão do descaso do poder público, o movimento sindical (que os mesmos políticos responsáveis pelo desmonte do nosso patrimônio histórico e da nossa educação querem destruir), valoriza a memória dos trabalhadores investindo na manutenção do acervo e na produção de peças, como a revista, que registram e divulgam esta história.

João Guilherme Vargas Netto

Grande vitória

A vitória, muito além de uma vitória de categoria, de central sindical ou de sindicato, deve ser valorizada por todo o movimento sindical como um indicador de possibilidade e um exemplo para todos (ainda que se refira a um setor econômico que tem passado ao largo da crise e se beneficiado dela, como a banca e os rentistas e a uma rede sindical que não foi sacrificada pelo exaurimento dos recursos financeiros).

Murilo Pinheiro

Saúde pública ameaçada

Se há a intenção de mudar tais regras, que isso seja feito com novas discussões travadas de forma democrática.

Zoel Garcia Siqueira Siqueira

Que venha a democracia

Hipocritamente, os meios de comunicação apregoam que estamos vivendo um momento importante e que a democracia brasileira funciona com base na definição radical da ‘participação de todos e todas’. Gabam-se de que temos vasto número de partidos e candidatos.

Miguel Torres

Uma nação em cinzas; opinião

As pessoas que lutam por justiça e por um Brasil melhor são como o meteorito Bendengó, que ficou intacto no incêndio do Museu Nacional: vão resistir e continuar sonhando e lutando pela Nação.

Esquerda x Direita: a eleição está nos chamados “extremos”?

O partido que poderia desempenhar o centro mediador, o MDB, não teve condições de fazê-lo porque também estava em 1 dos polos na disputa do impeachment, inclusive como protagonista, já que o vice-presidente da República, Michel Temer, tinha interesse direto na queda de Dilma. Desse modo, com o esvaziamento do centro político, a eleição marcha indelevelmente, como todas as anteriores, desde a redemocratização do País, para confirmar que a polarização continua sendo, insofismavelmente, entre a esquerda e a direita.

Wagner Gomes

Os vendilhões da Pátria

Não obstante a tragédia do resultado, os votos dos ministros demonstram que, na verdade, advogam causas e não se restringem somente ao julgamento da constitucionalidade ou não de dispositivos legais.

Sérgio Butka

Terceirização: retrocesso do STF

Mais uma vez o lema “A Luta faz a Lei” deve caminhar com a gente, pois só assim, na base da luta dos Sindicatos e trabalhadores nas portas de fábrica, é que vamos barrar mais esse retrocesso e impedir que patrões e empresas explorem ainda mais os brasileiros.

João Guilherme Vargas Netto

Os efeitos da lei celerada

A lei celerada ajuda a travar a economia; ela não cria empregos, derruba salários, corta direitos e impede o consumo potencializando a recessão que a precede, que a acompanha e que lhe é consequência. A lei celerada é um entrave à retomada do desenvolvimento.

Ricardo Flaitt

A classe política é a culpada pelo crescimento da extrema-direita no Brasil

Ainda que se tente suplantar a realidade, Bolsonaro, após a sabatina no Jornal Nacional, saiu fortalecido junto ao seu eleitorado, com a possibilidade de ampliar seu espectro a outros segmentos. As próximas pesquisas determinarão.

Marcos Bulgarelli

Idosos representam 27,3 milhões de votos, mas ainda são invisíveis aos políticos

A ausência de projetos por melhores condições de vida para a Terceira Idade evidencia que idosos ainda são vistos, preconceituosamente, como fardos sociais, ou seguem como seres invisíveis ao sistema.

Marcos Verlaine

O errático debate com os presidenciáveis; o que acontece?

A cada debate ou sabatina com os presidenciáveis fico ansioso para ver o candidato sendo “espremido” pelos jornalistas com perguntas inteligentes sobre os problemas relevantes do País. Mas não é o que tem acontecido.

Antonio Vítor

Trabalhadores, o voto é sua arma: saibam utilizá-lo

Nos últimos anos sofremos muitos reveses, como a terceirização da atividade-fim e a reforma trabalhista. Enfim, tudo ficou fora de lugar e, pior, foi feita muita propaganda dos defensores destas medidas vendendo ilusões aos trabalhadores, tentando convencê-los de que suas propostas, quando implementadas, iriam gerar empregos.

Mônica Veloso

Por um diálogo claro e transparente

Espero que tenhamos uma eleição limpa e que possamos escolher com convicção de que estamos fazendo o melhor e não apenas um protesto. Afinal o maior instrumento democrático que possuímos está em votar com consciência crítica e dar as condições para que esta representação seja ampla no que necessitamos como povo.

Miguel Torres

Saúde, Educação, Moradia, Infraestrutura, Transporte e o Emprego

Este é o Brasil em que vivemos hoje, de desigualdades econômicas e sociais, de altos e baixos, de privilégios e descasos, de altos salários e da mais absoluta miséria. Mas um Brasil de guerreiros incansáveis, um Brasil de trabalhadores que lutam por melhores dias e que um dia alcançarão todos os seus objetivos!

João Guilherme Vargas Netto

Fase má

Mais que nunca se torna necessário aceitarmos o conselho de Antonio Gramsci que recomendava aliar o pessimismo da inteligência ao otimismo da vontade.

Miguel Torres

Perigoso entrave

Esperamos que a sociedade brasileira reflita bem e afaste de uma vez por todas este risco democrático chamado Jair Bolsonaro. Gente assim no poder é que representa um entrave para o Brasil crescer, gerar emprego e trabalho decente, distribuir renda e riquezas, promover justiça e igualdade social e garantir o bem-estar para todos!  

Marcos Verlaine

Eleições 2018: desarvoramento e decepção; que fazer?

Para tentar mudar esse quadro que se anuncia decepcionante e catastrófico mandando de volta para o Congresso a grande maioria de deputados e senadores que votaram contra o povo e os trabalhadores será preciso mais que otimismo. Será preciso muito trabalho daqui até o derradeiro dia da eleição.

Adilson Araújo

O que está em jogo?

Desalento, desesperança e o desencanto tomam conta de nossos lares e empurram, para a baixo, a estima de um povo que, por um período, ousou sonhar. É isso que está em jogo nestas eleições: ousar sonhar!

Clemente Ganz Lúcio

O futuro do sindicalismo: diretrizes para a reestruturação sindical

Os trabalhadores e seus sindicatos foram, nesses quase 200 anos, protagonistas de múltiplas modernidades, seja por meio de lutas revolucionárias, seja construindo, com suas batalhas, os fundamentos da democracia, do Estado, do direito social e econômico, da igualdade e da justiça. Muito daquilo que são hoje direitos, bens coletivos e serviços públicos universais estavam nas bandeiras das lutas travadas pelos trabalhadores.

Miguel Torres

O porquê de ser sindicalizado!

Apesar de não ser obrigatório, sindicalizar-se é um direito do trabalhador. São os sindicatos os legítimos representantes dos trabalhadores junto às empresas e ao governo na luta por reajustes salariais, pela manutenção e ampliação de direitos, por ambientes seguros de trabalho, pelo cumprimento das convenções ou acordos coletivos, e pelas demandas oriundas da relação capital e trabalho, sejam elas coletivas ou individuais.

João Guilherme Vargas Netto

Necessidade urgente

O desemprego, resultado maléfico da recessão e de políticas erradas, é seguramente um dos temas maiores das campanhas, seja como denúncia, seja como proposta para superá-lo.

Miguel Torres

Brasil inadimplente

Se grandes instituições bancárias e empresas, privilegiadas, costumam ser socorridas pelo Estado, o Estado não pode deixar à míngua, na crise sem fim, na humilhação das dívidas, a grande maioria da população brasileira, que é trabalhadora, empreendedora e solidária e quer continuar produzindo um crescimento econômico justo para todos. Merecemos um País melhor!

Clemente Ganz Lúcio

O futuro do sindicalismo: motivos que exigem uma agenda de mudanças?

Os sindicatos investem em formação sindical, organizam os trabalhadores, atuam em espaços institucionais, reivindicando, resistindo, propondo e negociando. Também oferecem diferentes tipos de serviços para os trabalhadores (jurídicos, sociais, médicos, entre outros). A institucionalização, no entanto, muitas vezes, distancia as direções sindicais da base, além de gerar visões burocráticas que bloqueiam o encanto originário das lutas e da essência do papel sindical.

Zoel Garcia Siqueira Siqueira

Rio de Janeiro afunda na miséria

Com ajuda do congresso nacional, congelou os investimentos públicos por 20 anos, dificultando assim a busca de verbas para combater os problemas sociais e em especial melhorar a segurança.

Antônio Augusto de Queiróz (Toninho)

Para reflexão do potencial eleitor de Bolsonaro

Parcela do eleitorado – indignada com a situação do País, enfurecida com a corrupção e com a violência – tem sede de vingança. E esse sentimento aproxima essas pessoas do candidato Jair Messias Bolsonaro, que não faz outra coisa na vida a não ser reforçar a revolta nas pessoas. Quando um agente político identifica uma […]

Miguel Torres

Medidas contra o desemprego, JÁ!

Basta terem coragem e vontade política e exercerem o poder executivo que a população lhes destinou por meio do voto. Vão querer “terceirizar” isto também, jogando toda a responsabilidade para o futuro, para 2019, nas costas dos que forem eleitos?

João Guilherme Vargas Netto

As propostas de Bolsanaro

As propostas trabalhista e sindical registradas pelo candidato Bolsanaro na Justiça Eleitoral e que fazem parte de seu programa de governo, totalmente submisso a Paulo Guedes, representante da bolsa, da banca e dos rentistas, são um ultraje à história de resistência e de organização dos trabalhadores. Merecem repulsa.

Joanne Mota

Trabalhador de segunda classe? Não

Esse mês de agosto não só inicia um processo eleitoral histórico para o Brasil, ele descortina um cenário de disputa que cobra da classe trabalhadora não só reforço da resistência e luta, ele exige de nós ciência do posicionamento nosso nesta disputa, esclarecimento objetivo e subjetivo de qual papel cumprimos neste processo.

Miguel Torres

De volta à escravidão?

São graves e inadmissíveis as ideias do presidenciável Jair Bolsonaro na área do emprego, pois, além de não serem propostas eficazes no combate ao desemprego e à crise, se forem colocadas em prática -caso o candidato vença nas urnas- vão prejudicar a população mais vulnerável e piorar ainda mais a situação criada pela nefasta reforma trabalhista.

Ricardo Patah

Precisamos avançar na geração de emprego para melhor distribuição de renda

Os mutirões do emprego promovido pelo Sindicato dos Comerciários de São Paulo, nos dias 16 de julho e 6 de agosto, foram ações que tinham duas funções principais, primeiramente contribuir para que a fila do desemprego diminua e a segunda, para mostrar a importância do movimento sindical forte, combativo e parceiro da classe trabalhadora e da sociedade como um todo.

Marcos Bulgarelli

Reajuste de 16,38% autoproposto pelo STF é uma afronta à sociedade

Mesmo com o Brasil imerso em profunda crise econômica, os ministros do Supremo Tribunal Federal tiveram a ousadia em propor que seus salários, atuais R$ 33,7 mil, fossem reajustados na ordem de 16,38%, ampliando seus vencimentos para R$ 39,2 mil. Caso aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado pelo Presidente da República, conforme analisou a consultoria […]

Clemente Ganz Lúcio

Qual é o futuro do sindicalismo? Organizar quem e quantos?

O sindicalismo é resultado da construção política e voluntária de trabalhadores que decidem se associar; construir laços de solidariedade, a partir da condição de assalariado, servidor, conta própria e de subordinados no sistema produtivo; criar identidade que se constitua de classe; compreender o mundo em que vivem; imaginar movimentos de luta para mudar a situação. Esses são desafios, se respondidos, darão o sentido para a organização.

José Serra

Soluções fáceis e erradas

O momento, todos sabem, é de austeridade. Cada centavo economizado faz diferença, seja pelo valor moral, diante de 13 milhões de desempregados, seja pelo ambiente de lassidão fiscal. As despesas públicas ultrapassaram a capacidade de geração de receitas, o que pressionou a dívida pública. Nesse contexto, cabem várias recomendações, das quais ressaltarei duas: combater excessos e redefinir prioridades. Um dos candidatos favoritos à revisão são os subsídios, mas seria um grave erro, a esse pretexto, abandonar políticas de desenvolvimento. Seria vestir o santo do ajuste fiscal desvestindo o do crescimento. Vamos aos dados.

Miguel Torres

A importância do trabalho!

Uma das coisas mais importantes na vida de um(a) trabalhador(a), chefe de família, é, semdúvidas, o trabalho. É com o salário proveniente do trabalho que esse(a) trabalhador(a) mantém o sustento de sua família, paga suas contas, educa seus filhos, adquire bens de consumo e os medicamentos necessários quando um dos seus adoece, influenciando diretamente em sua qualidade de vida nos aspectos pessoais, econômicos e sociais. O trabalho supre, enfim, as necessidades de todos aqueles que dele(a) dependem. Mas o trabalho, mais do que apenas fornecer sustento e quitar contas, traz outros pontos fundamentais em nossas vidas.

João Guilherme Vargas Netto

Uma decisão oportuna

Sobre as próximas eleições a direção do sindicato dos metalúrgicos de Curitiba tomou a importante decisão de valorizar de agora em diante em todos os materiais de divulgação do sindicato os candidatos que estiveram junto com os trabalhadores e apoiaram suas reivindicações e lutas, merecendo, portanto o voto dos trabalhadores, seja para a sua reeleição, seja para uma eleição nova.

Zoel Garcia Siqueira Siqueira

A quem interessa a desinformação?

O que faz um pai, mãe, avô, avó, tio, tia ou qualquer parente de uma criança não levá-la para tomar vacina contra a pólio? É impressionante o baixo índice de imunização apresentado pelo governo Mesmo com toda divulgação sobre a importância das vacinas, o descaso é gritante. Nem depoimentos de adultos que hoje sofrem as consequências de não terem sido vacinados na infância comovem.

Clemente Ganz Lúcio

O desafio da reforma tributária solidária

O Brasil é o caso de um país profundamente desigual com um sistema tributário altamente regressivo. A compreensão das causas estruturais dessa situação é fundamental para a reflexão sobre as transformações econômicas e sociais necessárias para recolocar o país em uma trajetória de desenvolvimento.

Marcos Verlaine

Vamos falar das eleições para deputados e senadores

Divulgar à exaustão como os congressistas votaram, ajuda o/a eleitor/a a compreender e conhecer a atuação dos parlamentares e também comparar o discurso de campanha com a prática política, a fim de confrontar o que disse em campanha e o que fez no exercício do mandato para expor a coerência política dos representares do povo […]

Carolina Maria Ruy

Simpsons, Trump e Bolsonaro

Neste momento avalio que o candidato Jair Bolsonaro, nas eleições presidenciais, ganha fácil de Geraldo Alckmin, com quem disputa o mesmo perfil de eleitores. Isso pode mudar, claro. Com o tempo de TV, com a experiência, com as alianças. Mas até agora o candidato do PSL é o principal nome...

Clemente Ganz Lúcio

A graça da juventude

“Não tenho medo da vida, tenho medo de não viver.” Gilmar Ramos, Campos Alegre, BA Cordel da Juventude do Nordeste Escrevo com o encanto e a alegria que a esperança traz quando nos deparamos com novas possibilidades de futuro. Há profundas alterações nos paradigmas estruturantes do sistema produtivo. Eclodem, ainda que não plenamente visíveis, novas […]

João Guilherme Vargas Netto

Três perguntas aos dirigentes

Nesta situação angustiante dos trabalhadores e do movimento sindical quero fazer para os dirigentes três perguntas cujas respostas determinarão em grande medida nossa capacidade de resistência à crise, de sobrevivência e de superação.

Carolina Maria Ruy

Perdendo a oportunidade de construir alternativas à esquerda

Defender a unidade em torno de Lula, que é maior que o PT, não se traduz em engolir uma pseudo unidade em torno de Fernando Haddad. Embora tenha sido um excelente prefeito Haddad só cresce nas pesquisas quando aparece como o candidato ungido pelo ex-presidente Lula. É justo isso com o povo brasileiro?

José Carlos Ruy

A direita não aceita o financiamento público de campanha

A eleição deste ano terá uma novidade em relação às demais realizadas no Brasil – está proibido o financiamento de campanhas por empresas, embora um candidato possa usar o dinheiro de que dispõe para pagar a conquista de votos.

João Guilherme Vargas Netto

Por mínima que seja; opinião

Os números são aterradores e todos os jornalões os repercutiram: 66 milhões de brasileiros e de brasileiras em idade de trabalhar (excluindo-se na população os muitos jovens e os muitos velhos) estão fora do mercado de trabalho por desemprego, por desalento ou por subutilização.

Marilane Oliveira Teixeira

As perversidades da reforma trabalhista: os desligamentos por acordo mútuo e as homologações nos sindicatos

A reforma trabalhista em vigência desde novembro de 2017 completa nove meses no próximo 11 de agosto em meio a muitas dúvidas, ausência de indicadores capazes de medir sua magnitude e cercado de promessas que não pratica não se efetivaram. A reforma está se revelando aos poucos nas suas intenções...

Marcos Bulgarelli

Governo poderá votar Reforma da Previdência após as eleições

Engana-se quem pensa que a proposta do atual governo em reformar a Previdência foi enterrada. Em realidade, ainda que suspensa devido à intervenção militar no Estado do Rio de Janeiro, fato é que o tema poderá voltar à pauta do Congresso Nacional após as eleições. No ambiente político, o aleatório...

Francisco Quintino

Informe publicitário: a potencialidade do cidadão negro; opinião

O Boticário, rede de franquias de cosméticos e perfumes brasileira, lançou recentemente informe publicitário alusivo ao “Dia dos Pais”, destacando família de negros na propaganda. Desde então começaram reações racistas nas redes sociais, onde vídeo no Youtube chegou a quase 50% de "dislikes", numa manifestação inequívoca de desaprovação racial.

Carolina Maria Ruy

Não vamos derrotar Bolsonaro com um discurso sobre a tortura na ditadura militar

Ontem, 30/7, na tão aguardada entrevista com o presidenciável Jair Bolsonaro, no programa Roda Viva da TV Cultura, o militar defendeu justamente o contrário do que qualquer pessoa com um mínimo de discernimento defenderia. Tão aguardada porque depois de ele ter sinalizado que não participaria de debates e entrevistas durante...

Miguel Torres

A importância do Voto!

Neste período conturbado política, econômica e socialmente pelo qual o País atravessa, mais importância ganha o voto reflexivo e consciente como instrumento de transformação social e econômica, e de fortalecimento da democracia. Entendemos que o quadro que ora vivenciamos, de descrédito em muitos dos que aí estão e da descrença...

Clemente Ganz Lúcio

Qual o futuro do sindicalismo? A dor da dúvida

Os que apagam o passado correm o risco de abolir o futuro também. Walter Benjamin E tem futuro? Essa resposta, em forma de pergunta, aparece recorrentemente nos debates sobre os desafios que o movimento sindical enfrenta. A resposta-pergunta carrega um misto de angústia, ansiedade, perplexidade, incerteza e desânimo. Muitos estão...

João Guilherme Vargas Netto

Atoarda

A atoarda sobre a lei trabalhista celerada que criaria empregos foi ensurdecedora. Para a mídia grande e para os expoentes do empresariado que a praticavam ela os enfileirava astuciosamente em uma armadilha

Miguel Torres

A importância das eleições e do voto

A Força Sindical nasceu, em 1991, plural na questão partidária. A Central caracteriza-se pela convivência harmoniosa, respeitando, sempre, a pluralidade. E isto nos faz forte! Reafirmamos às entidades filiadas que os dirigentes têm o livre direito de escolher e lutar por qualquer partido ou corrente de opinião em que acredita....

Orlando Silva

Hora de jogar para ganhar: Unidade já!

“A unidade é a bandeira da esperança". A célebre frase de João Amazonas, dirigente histórico do PCdoB, encerra mais do que uma diretriz a ser perseguida ao fazer política. Ela condensa o aprendizado histórico do partido mais antigo do país, o único a sobreviver a duas ditaduras abertas, a participar...

Marcio Pochmann

Por que o emprego não reage no Brasil?

[caption id="attachment_15857" align="alignleft" width="250"] Foto: Arquivo[/caption] Há uma mudança estrutural no mundo do trabalho, basicamente puxada por dois fatores. O primeiro é o processo de desindustrialização precoce pelo qual o Brasil vem passando, um movimento estrutural que começa nos anos 90 e que seguiu evoluindo. O segundo é a mudança...

Zoel Garcia Siqueira Siqueira

A beleza da mistura de raças

No Brasil do século XIX e inicio do XX, muitos ‘intelectuais’ entre aspas defendiam a eugenia, teoria que combate a miscigenação, mistura de raças que ocorre até hoje no país, graças a Deus. Nossa elite econômica pretendia, e talvez ainda pretenda, ‘branquear’ a população. Incentivou a vinda de imigrantes europeus,...

Marcos Bulgarelli

Antecipação do 13º dos aposentados injetará 20,6 bilhões na economia do país

A conquista do Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos pela antecipação do pagamento de metade do 13º dos beneficiários tem grande relevância na atual conjuntura recessiva do país. Os R$ 20,6 bilhões que chegarão às contas dos aposentados e pensionistas entre os dias 27 de agosto e 10 de...

João Guilherme Vargas Netto

Prato de lentilhas

É um episódio bíblico bem conhecido. Esau, faminto, vendeu seu direito de filho mais velho a seu irmão Jacó em troca de um prato de lentilhas. Está no livro de Gênesis, capítulo 25, versículos 29 a 34. O prato de lentilhas passou a ser o exemplo de uma venda disparatada...

João Guilherme Vargas Netto

Compreender e superar

Uma interrogação minha que compartilho com meus leitores. Qual a razão do comportamento assimétrico dos trabalhadores brasileiros (empregados e desempregados) em relação à deforma trabalhista e à pretendida deforma previdenciária? No primeiro caso a resistência localizada nas empresas e nas negociações coletivas tem se dado após a manifestação dos efeitos...

Clemente Ganz Lúcio

O Estado neoliberal é hipócrita

[caption id="attachment_8735" align="alignleft" width="500"] Foto: Arquivo[/caption] Trabalhar sem proteção social durante a vida laboral e não se aposentar na velhice é a condição de vida predominante para mais de 23 milhões de brasileiros e brasileiras que trabalham como autônomos ou conta própria. Sem participação previdenciária contributiva, ficam excluídos do acesso...

Juruna João Carlos

Sindicatos representam toda a categoria, associados ou não!

Não podemos abrir mão da representatividade de toda a categoria, associados e não associados aos Sindicatos, pois esta prerrogativa é constitucional. Até que a Constituição Federal  venha a ser alterada, o nosso sistema de organização sindical é o Confederativo, tendo as Centrais obtido o reconhecimento legal para sua atuação, prevalecendo e devendo ser aplicado o princípio da unicidade sindical.

Miguel Torres

Mais desemprego a caminho

Um acordo bilateral de livre comércio entre Mercosul e União Europeia pode ser fechado a qualquer momento e, se isto realmente ocorrer, como pretende o governo de Michel Temer, teremos na indústria nacional impactos altamente negativos, com uma nova invasão de produtos importados, queda de investimentos no setor, fechamento de inúmeras empresas e demissões de […]

Haroldo Lima

Rever a política de preços da Petrobras, antes que seja tarde

Em maio o IBGE registrou uma queda de 10,9% no PIB brasileiro, que já estava mal. Explicou que a causa dessa derrocada foi a “greve dos caminhoneiros”. Mas os problemas que a provocaram não foram enfrentados, mas contornados com medidas paliativas. Nas redes sociais já se fala no recrudescimento do movimento.

Álvaro Egea

O canto da sereia liberal

Sobre a negociação coletiva e a sustentação financeira do sindicato

Juruna João Carlos

O Brasil e o desemprego

Com a situação que está colocada, lutar por emprego, pela inserção de quem não está com carteira profissional registrada, é ainda mais urgente do que lutar por aumento real, ainda que esta também seja uma luta fundamental.

João Guilherme Vargas Netto

A hora é agora

Sete centrais sindicais convocaram o dia nacional de luta e paralisações em 10 de agosto tendo como preocupação central a criação de empregos; a CSB e a CGTB não participaram da convocação. O período a ser transcorrido até o dia nacional é um período em que as forças políticas se...

Sergio Luiz Leite (Serginho)

A Indústria 4.0 e a reorganização do movimento sindical

A Indústria 4.0 ou 4ª Revolução Industrial é um termo que abrange tecnologias de automação e troca de dados a partir de sistemas Ciber-físicos, Internet das Coisas e Computação em Nuvem. Em todos estes sistemas predomina a noção de instantaneidade da troca de informações entre fatores de produção, automatizando as...

João Franzin

Estimular o voto

Segundo institutos de pesquisa, amplos setores do eleitorado parecem não querer votar nas eleições que se aproximam. Outros anunciam voto em branco ou nulo. A persistir tal tendência, o pleito em outubro baterá recorde de abstenção ou de votos em branco e nulo. O sindicalismo está desafiado a tomar posição...

João Guilherme Vargas Netto

Conversa de botequim

Fiquei estarrecido e incomodado com a dupla ignorância sobre o sindicalismo revelada durante as discussões no STF, ignorância sobre os sindicatos no Brasil e sobre os sindicatos em outros países e sua comparação com os nossos. Um dos principais eixos das argumentações contra as receitas sindicais foi a insistente denúncia...

Clemente Ganz Lúcio

Centrais lançam documento com propostas para o desenvolvimento

O desemprego atinge mais de 13 milhões de pessoas, o desalento cresce entre os trabalhadores e ¼ da mão de obra é subutilizada, mal aproveitada em ocupações parciais, informais e com remunerações baixas. A economia tem dificuldade para sair da recessão e anda de lado, sem dinamismo. As estimativas de crescimento do PIB para 2018 são continuadamente revisadas para baixo. O governo vende as empresas públicas e as reservas naturais; e as multinacionais compram tudo, inclusive as companhias privadas brasileiras.

Aldo Rebelo

É preciso unir ideologias e correntes políticas para tirar Brasil da crise

As primeiras tarefas do presidente eleito em outubro, seja ele qual for, deverão ser ações de governo, em conjunto com a sociedade, para criação de empregos, redução da desigualdade social e restabelecimento do convívio democrático. Na trajetória dessa empreitada pelo desenvolvimento e a democracia, impõe-se a compreensão de que a...

Zoel Garcia Siqueira Siqueira

Síndrome de Stalingrado eliminou Alemanha da copa

Os comentaristas esportivos de todos os canais de televisão abertos e fechados, os cronistas setoriais da imprensa escrita, os conhecedores das táticas futebolistas, ou seja, todos os profissionais que cobrem a copa do mundo da Rússia buscam explicações para a ridícula participação da poderosa seleção alemã, que ficou em último...

Orlando Silva

Seis meses de desemprego e desproteção

A Reforma Trabalhista completou 6 meses em maio. Os números do IBGE (PNAD-C) revelam um país com mais desemprego e mais informalidade. E ainda, os trabalhadores estão mais desprotegidos, perderam o acesso à justiça para reclamar os seus direitos e assistem ao desmonte das suas entidades sindicais. O discurso para...

Miguel Torres

Campanhas salariais do 2º semestre: unificar para fortalecer!

As Campanhas Salariais deste segundo semestre das categorias que ainda não fecharam acordo serão dificílimas. Como, aliás, foram as de todos os setores que concluíram suas negociações no primeiro semestre do ano. Que o Brasil atravessa uma crise econômica extremamente rigorosa ninguém tem dúvidas. Que o crédito está caríssimo para...

Zoel Garcia Siqueira Siqueira

Faça o que digo e não o que faço

Em 1945, ao fim da segunda guerra, o mundo foi dividido entre os seguidores dos Estados Unidos da América e os da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas. A situação ficou conhecida como ‘guerra fria’ e o Brasil, nesse conflito ideológico, tornou-se área de influência norte-americana, por meio de vários acordos....

Ivone Silva

Apesar de ser o setor mais lucrativo do país, bancos reduzem crédito e empregos

Fechamento de agências, demissões e altas tarifas têm garantido a lucratividade dos bancos no Brasil A lucratividade do setor bancário é a mais elevada da economia brasileira, quando comparada a outros setores de atividade. De acordo com estudo da consultoria Economatica que avaliou as empresas de capital aberto, o setor...

João Guilherme Vargas Netto

Grave derrota

A previsível derrota da cúpula sindical e de seus operadores do direito no STF que reconheceu por seis votos contra três a constitucionalidade da lei trabalhista celerada no que diz respeito ao caráter não compulsório das contribuições dos trabalhadores e das empresas para o custeio do sistema vai impor à...

Marcos Verlaine

Contribuição sindical: não houve surpresas; o capital ganhou

O plenário do Supremo concluiu, nesta sexta-feira (29), o julgamento da ADI 5.794, que questionava o comando da Lei 13.467/17 determinando que a contribuição sindical seja facultativa. Foram 6 votos a 3. O resultado não deve nos causar surpresas. Embora tenhamos torcido muito para que fosse diferente. A vida é...

Marcos Verlaine

Votos brancos, nulos e abstenções: tragédia anunciada

O que poderá ser feito, se for rápido, é 1 campanha ousada e inteligente por parte do TSE, mostrando as consequências nefastas para população, sobretudo a mais pobre, caso não compareça para votar ou vote em branco ou anule o voto. A 4 meses das eleições de outubro já é possível antecipar 1 tragédia anunciada. […]

Orlando Silva

Avante, Manuela D’Ávila!

Acompanhei Manuela D’Ávila, minha candidata à Presidência da República, no programa Roda Viva, da TV Cultura. Fiquei feliz pelo convite, senti-me representante dos milhares e milhares de comunistas que estão muito orgulhosos em tê-la como nossa porta-voz. Manu foi bem! Defendeu nossas ideias. Sustentou a necessidade de retomar um projeto...

Cristiane Oliveira

Copa do Mundo 2018: o assédio também entrou em campo

Para quem assistiu a primeira temporada da série Handmaid´s Tale – O Conto da Aia – baseada no livro homônimo da escritora canadense Margaret Atwood, o mundo distópico – no qual se passa a história – parece bastante distante. No enredo, as taxas de fertilidade caem drasticamente, uma guerra civil assola os Estados Unidos e […]

Zoel Garcia Siqueira Siqueira

Supremo atrapalha a jovem democracia

‘O supremo tribunal federal é o órgão de cúpula do poder judiciário e a ele compete, precipuamente, a guarda da constituição, conforme definido no artigo 102 da constituição da república’. Essa é a definição oficial do ‘supremo’, registrada em seu site (stf.jus.br). Portanto, o ‘stf’ é a instituição que fiscaliza...

Cláudio Magrão

Confiança na Luta!

Apesar de todos os ataques que os sindicatos têm sofrido nos últimos anos e, particularmente, após a Reforma Trabalhista, tenho me mantido otimista quanto ao fortalecimento daqueles que realmente trabalham e representam a categoria na luta por seus direitos, a manutenção e a conquista dos mesmos. Sabemos que a tal...

João Guilherme Vargas Netto

Vitória da insegurança jurídica

Com seis meses de vigência da lei trabalhista celerada os jornalões trombetearam que o número de ações caiu 40%. Este parece ser o grande resultado visível da iniquidade da lei com as barreiras criadas por ela ao acesso à Justiça do Trabalho. O agregado dos números divulgados merece uma análise...

Wagner Gomes

Reforma Trabalhista: mais um capítulo

A colcha de retalhos em que se transformou a legislação trabalhista pós-reforma, ganhou mais um quadradinho nesta quinta-feira (21/06). O plenário do Tribunal Superior do Trabalho estabeleceu um marco temporal e decidiu que a nova lei somente poderá ser aplicada aos contratos de trabalho firmados a partir do fatídico dia...

Clemente Ganz Lúcio

O DIEESE do futuro

As mudanças no mundo do trabalho ocorrem de maneira acelerada e abrangente, com a expansão das novas tecnologias e da inteligência artificial para todas as áreas da economia, de bens e serviços, no setor público e privado. O emprego e o trabalho do futuro serão muito diferentes, tudo indica, e...

João Guilherme Vargas Netto

Congresso sindical do PDT

Os que leem os textos que publico em vários sites percebem que evito me intrometer em política partidária. O faço não por subestimar a ação dos partidos, mas para valorizar a própria ação sindical que não deve ser mera correia de transmissão, mas autônoma e pluripartidária. Não posso e não...

Wagner Gomes

Reforma Trabalhista: mais um capítulo

A colcha de retalhos em que se transformou a legislação trabalhista pós-reforma, ganhou mais um quadradinho nesta quinta-feira (21/06). O plenário do Tribunal Superior do Trabalho estabeleceu um marco temporal e decidiu que a nova lei somente poderá ser aplicada aos contratos de trabalho firmados a partir do fatídico dia...

Adilson Araújo

Fatos e versões

Enquanto o governo ilegítimo anuncia uma nova peça de propaganda com versões adocicadas da nossa dura realidade para fazer crer que o golpe está melhorando a vida dos brasileiros, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou dados do seu Monitor do PIB que sinalizam uma queda de 0,4% da produção no trimestre terminado em abril deste […]

Clemente Ganz Lúcio

Mensurar impactos da reforma trabalhista será muito complexo

A Lei 13.467 foi criada para realizar complexa e grande mudança no sistema de relações de trabalho e na representação sindical. Desde meados de novembro, quando a Reforma Trabalhista entrou em vigor, há muita especulação sobre a extensão, profundidade e os impactos da nova legislação. Nunca é demais lembrar que...

João Guilherme Vargas Netto

O X da questão

Há duas linhas expressivas que atravessam toda a sociedade e se cruzam formando o X da questão. A primeira delas, decorrente da própria confusão que estamos vivendo, é a linha da ordem e da exigência de arrumação em um ambiente que desagrada a todos. A outra, decorrente da precariedade social...

Zoel Garcia Siqueira Siqueira

Juventude e violência

A violência é, seguramente, um problema que aflige e preocupa os brasileiros nos dias atuais. Ela torna medievais as relações humanas, deixa a sociedade aterrorizada e gera sensação de impotência diante do crime. Nos últimos tempos, tornou-se premente a missão de discutir e implantar medidas capazes de enfrentar o fenômeno....

Álvaro Ferreira

Seu voto pode dar novos rumos ao Brasil

Em ano de eleição, mais do que nunca, devemos pensar e repensar a importância de quem nosso voto colocará no poder! Após uma série de ataques de um governo golpista contra todos os brasileiros, principalmente os trabalhadores, vamos protestar nas urnas! O congelamento dos gastos públicos em educação, saúde serviços...