Clemente Ganz Lúcio

Triste fim da política de valorização do salário mínimo

O movimento sindical luta para que o salário mínimo se aproxime dos valores indicados pelo DIEESE. Há alguns anos, as Centrais Sindicais iniciaram uma ação nacional de mobilização, com as Marchas da Classe Trabalhadora, a partir de 2004. Essa mobilização construiu a Agenda da Classe Trabalhadora, pauta propositiva para o desenvolvimento nacional formulada com questões e prioridades do mundo do trabalho. Um dos destaques era a necessidade de implantação de uma política de valorização do salário mínimo.

José Carlos Ruy

Bolsonaro esconde os crimes da ditadura

O decreto 9.759, assinado por Bolsonaro no dia 11, impede a identificação dos mortos pela repressão da ditadura. Por José Carlos Ruy Quando era deputado federal, Jair Bolsonaro colocou na porta de seu gabinete na Câmara dos Deputados, em junho de 2009, uma placa de extremo mau gosto e profundamente desrespeitosa em relação aos desaparecidos […]

João Guilherme Vargas Netto

O invisível e a cegueira

Ainda há tempo (mais que uma semana) para nos empenharmos na coleta de assinaturas nos locais de trabalho do abaixo-assinado contra a deforma da Previdência. Centenas de milhares de assinaturas, de trabalhadores e trabalhadoras, serão a grande demonstração do primeiro de 1º de maio unificado que as centrais sindicais vão realizar.

José Pereira dos Santos

Presidente despreparado

Já Bolsonaro não construiu uma carreira e nada fez pra se credenciar ao comando do País que tem o quarto maior território do mundo, as maiores reservas minerais e naturais, possui muito petróleo, é uma das 10 maiores economias da atualidade e, principalmente, tem urgência em crescer, com democracia e justiça social.

Carolina Maria Ruy

Muita calma nessa hora

Mobilizar multidões é condição intrínseca do movimento sindical. Esta é uma prática constante, um exercício que, entre outras coisas, molda, no seio das bases, o perfil e o discurso dos líderes sindicais. Entretanto, precisamos ter cuidado para entender o momento que vivemos. Momento estranho, para dizer o mínimo. E isso envolve a mentalidade social. A […]

João Guilherme Vargas Netto

Posições firmes

À margem do puramente espetaculoso, quatro assuntos graves devem ocupar nossa atenção e orientar nossas ações. Os três primeiros são expressões diretas da luta de classes e o quarto é institucional, mas nem por isso menos grave.

João Inocentini

Salário mínimo sem reajuste real achata aposentadorias e impacta economia

O governo Bolsonaro divulgou que a previsão do Salário Mínimo 2020 não terá reajuste real. O novo valor, que ainda depende de aprovação no Congresso Nacional, compreenderá apenas a reposição das perdas inflacionárias do período dos últimos 12 meses, quebrando assim uma sequência de valorização do Piso Nacional estabelecida desde 2004.

João Guilherme Vargas Netto

Persistir sem desculpas e sem medo

Muitas desculpas são dadas, mas não são convincentes. Uma delas é a de que o cabeçalho dos abaixo-assinados reproduz apenas as logomarcas das centrais, sem o destaque para a entidade de base que os distribui. Isto pode ser facilmente sanado com os meios de reprodução existentes.

Marcos Verlaine

A tática da dispersão continua; é preciso fugir dessa perversão

Essas tentativas de desdizer a história e os fatos políticos históricos estão dentro de plano estruturado de manter sempre a oposição dispersa debatendo “fumaça”. É um ardil, que precisa ser evitado a todo custo. Por Marcos Verlaine A dispersão mais recente parte do novo ministro da Educação, o economista e professor Abraham Weintraub empossado pelo […]

Orlando Silva

Cem dias sem governo

Bolsonaro chega aos cem dias de mandato sem nada a comemorar: nenhuma realização concreta, más notícias no cenário econômico, falta de organização no governo, sem base de sustentação no Congresso e com a popularidade em franca erosão.