José Carlos Ruy

Bolsonaro, o cão das três cabeças que nos ameaça a todos

O momento histórico que o Brasil vive exige a mais ampla união dos que defendem as liberdades, a soberania nacional e a justiça social. Para enfrentar e derrotar o ódio e a violência que a direita mais retrógrada implantou nestes últimos anos. A mesma direita que patrocina a candidatura de...

Regis Savietto Frati

SE da esperança!

Se a vitória de Haddad, por quem lutamos e trabalhamos, não vier, a partir deste 28 não se pode entrar na lógica que eles mais esperam e pretendem: a do confronto desigual e que possa aprofundar ainda mais – como no caso do Ceará, do PT e de Cid Gomes – a desunião das forças […]

Zoel Garcia Siqueira Siqueira

O novo ‘caçador de marajás’ e o extermínio dos sindicatos

Se Bolsonaro pretende acabar com as ‘regalias’ na área pública, não deve tratar todos como iguais. Até porque, na área pública, a igualdade não existe.

Jorge Nazareno ( Jorginho)

Defenda seus interesses

São Paulo e o Brasil necessitam de governantes que estão dispostos a dialogar, discutir propostas que vão ao encontro do interesse dos trabalhadores, como melhorias na educação, na saúde pública, e, claro, na geração de empregos. Sobre a nossa campanha, a categoria também precisa que os seus direitos sejam respeitados, por isso, a presença dos companheiros no seminário de sábado, 20, é de extrema importância para o conjunto da categoria.

Miguel Torres

Educação é fundamental!

Precisamos, enfim, investir pesado na qualidade da Educação, da creche à universidade, incluindo e garantindo a permanência das pessoas mais pobres nas salas de aula e, vale a pena reforçar, melhorando o salário dos professores e das professoras, valorizando a profissão e permitindo a qualificação permanente de todos os educadores do País.

João Guilherme Vargas Netto

Solução e problema

O bolsonarismo explora a situação desorganizada dos trabalhadores, com informalidade, desemprego aberto, desalento, desesperança e apelo à segurança truculenta. Oferece a milhões uma almejada e exígua renda desde que os direitos sejam abandonados e a desorganização social seja aceita. Uma carteira de trabalho verde e amarela é o símbolo desta anarquia.

João Guilherme Vargas Netto

Caminhar de pé

Na batalha eleitoral pela vitória é essencial a busca de votos. Preocupações abstratas e denúncias genéricas, tais como o fascismo de Bolsonaro, a busca do centro e os arreganhos do “mercado”, embora pertinentes, não conquistam votos e não consolidam posições na massa do povo.

Miguel Torres

O desalento do desemprego!

Hoje, o número de desempregados em nosso país ultrapassa a casa dos treze milhões de trabalhadores, e o número de trabalhadores no mercado informal – sem registro em carteira e sem qualquer direito trabalhista – é quase idêntico. Se, acrescido ao número de trabalhadores fora do mercado de trabalho, contabilizarmos, também, os familiares que deles dependem, o número torna-se estratosférico, impossível de ser calculado com exatidão ou mesmo aproximadamente.

Zoel Garcia Siqueira Siqueira

Um medonho tsunami político

O resultado do primeiro turno das eleições presidenciais mostra, no entanto, que o país foi varrido por um gigantesco tsunami político chamado Jair Bolsonaro.

Celso Napolitano

Quem está disposto a chancelar nas urnas o seu próprio algoz?

Uma parcela significativa do eleitorado, decepcionado com a recessão, a queda da qualidade de vida, o desemprego e o volume crescente de denúncias de corrupção no País, passou a ver na candidatura do deputado Jair Bolsonaro uma solução. Seria alguém com disposição para enfrentar, com firmeza, essa suposta degradação moral....