PUBLICADO EM 22 de nov de 2018
COMPARTILHAR COM:
Colunista Jorge Nazareno ( Jorginho)

Vamos fortalecer a negociação

Imagine você tendo de negociar aumento de salários e benefícios sozinho, diante do patrão? Fica difícil, não é mesmo? Então, a saída é fortalecer as negociações, é fortalecer o Sindicato.

Nossa data-base foi em 1º de novembro e ainda não conseguimos fechar acordo com a maioria dos grupos. As negociações seguem, mas para que mais acordos sejam fechados temos que reforçar a organização nas fábricas, principalmente naquelas ligadas ao Grupo 10, que insiste numa postura pautada pela intransigência de não querer fechar acordo. Então as negociações vão começar por empresa.

Vamos redobrar a pressão sobre as fábricas deste grupo para garantir o acordo com base no parâmetro aprovado com os grupos já fechados. Até o momento temos reajuste e convenção garantidos para os grupos G3 (Sindipeças, Sindiforja e Sinpa), Simefre (materiais e equipamentos ferroviários e rodoviários) e Sinafer (artefatos de ferro, metais e ferramentas em geral).

Trabalhador sindicalizado fortalece o seu sindicato e garante proteção e atendimento quando tiver seus direitos ameaçados. Além disso, colabora com a luta permanente do nosso Sindicato na manutenção dos interesses da categoria, como o fortalecimento do Ministério do Trabalho.

Um governo disposto a mudar a situação do Brasil tem a obrigação de começar exatamente por aqueles que fazem o país crescer, cuidando de seus direitos universais, logo, não cabe excluir um dos ministérios mais importantes de proteção ao trabalhador.

Precisamos ficar atentos aos próximos passos e ao que é anunciado em relação à reforma ministerial que deve acontecer logo no início de 2019.

Jorge Nazareno é Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS

QUENTINHAS