historia

Assassinado pela ditadura há 50 anos, Zequinha Barreto ajudou a formar a luta sindical

historia

‘Moral do mercado’: quando os direitos humanos cobrem a economia neoliberal

Com o começo da Guerra Fria em 1947, a Rússia atacou a hipocrisia dos EUA e o que ela via como sua falta de direitos humanos: a segregação racial no Sul; a falta do direito de as mulheres escolherem; suas numerosas invasões de Países estrangeiros; o tratamento de má qualidade de seus trabalhadores; e o tratamento de seus povos indígenas. Em retaliação, economistas dos EUA argumentaram que essa liberdade econômica, através do neoliberalismo, foi construída sobre uma estrutura moral e institucional baseada em uma ordem de livre mercado. Essa estrutura moral foi construída dentro da Declaração Universal dos Direitos Humanos (UDHR, na sigla em inglês), consagrada nos direitos humanos promovidos pelo neoliberalismo. No livro “The Morals of the Market: Human Rights and the Rise of Neoliberalism”, Jessica Whyte mistura investigação histórica com teoria crítica para analisar “concepções hegemônicas de direitos humanos, ao invés de uso de direitos humanos por grupos marginalizados e subalternos.”

cultura

Livro: Trabalhadoras de lavanderias americanas finalmente reconhecidas como organizadoras e líderes

“A Matter of Moral Justice, Black Women Laundry Workers and the Fight for Justice”, de Jenny Carson, é um importante novo livro. Embora ele ainda não tenha tradução para o português, conta a história de trabalhadoras de lavanderias e sua luta de 108 anos por justiça, de 1912 a 2020. Seria importante em qualquer época, mas a publicação em 2021, outro ano de pandemia em andamento que continua a redefinir o conceito de “trabalhadores essenciais”, faz esse livro especialmente relevante. Os trabalhadores de lavanderias são trabalhadores essenciais; hospitais e hotéis não poderiam operar sem eles.

historia

CUT completa 38 anos de luta e conquistas dia 28 de agosto, com live às 14h

Sérgio Nobre: Olhar o passado, buscar nele e em tudo que aprendemos nessas décadas o conhecimento para enfrentar desafios do presente e do futuro, este é o sentido de celebrar o 38º aniversário da nossa central

historia

Getúlio Vargas, que se suicidou em 24 de agosto de 1954, comandou a modernização do país

No dia 24 de agosto de 1954, há 67 anos, o presidente Getúlio Vargas se suicidou. Em seus últimos dias de vida ele foi atormentado por uma grande pressão por parte do exército, do congresso nacional e da imprensa. Seu suicídio causou comoção popular repercutindo nas forças políticas da época. Segundo historiadores, com esta atitude drástica ele conseguiu adiar por dez anos um golpe militar que poderia eclodir em 1954.

historia

Há 40 anos terminava a 1ª Conferência Nacional da Classe Trabalhadora, a Conclat

Realizada nos dias 21, 22 e 23 de agosto de 1981, na colônia de férias do Sindicato dos Têxteis de São Paulo, na Praia Grande, a Conclat consistiu em um encontro de sindicalistas de todo o Brasil para debater a luta pela democracia (ainda era ditadura militar), questões relativas aos trabalhadores na Assembleia Nacional Constituinte e a estrutura sindical.

historia

Há 60 anos era erguido o Muro de Berlim, símbolo da Guerra Fria

De acordo com dados do Memorial do Muro de Berlim, desde a construção até a queda, em 1989, pelo menos 140 pessoas foram mortas no local.

historia

Após 40 anos da Conclat, um debate sobre o sindicalismo se impõe novamente

Um novo ânimo no movimento sindical, como ocorreu há 40 anos, na 1ª Conferência da Classe Trabalhadora, a Conclat, é fundamental para avançarmos. A Conclat de agosto de 1981 inseriu os trabalhadores no debate sobre a volta da democracia, além de discutir a estrutura sindical e de lançar as bases para as centrais contemporâneas. Por isso foi um marco que influenciou o movimento nestas quatro décadas.

cultura

9J Dia da Luta Operária homenageia trabalhadores; troféu José Martinez

As homenagens são uma iniciativa do vereador Antonio Donato (PT), em parceria com as centrais sindicais CUT, Força Sindical, UGT, CTB, CSB, NCST, CGTB, CSP-Conlutas, Intersindical e Intersindical Central da Classe Trabalhadora

historia

A greve de 1917 e o dia da luta operária

9 de julho comemora-se na cidade de São Paulo o Dia da Luta Operária. Fruto de uma lei que aprovei em 2017, para homenagear o centenário da greve geral de 1917. Vamos conversar sobre isto e muito mais no próximo Papo da Segunda. Acompanhe.