PUBLICADO EM 18 de dez de 2019
COMPARTILHAR COM:
Colunista Francisca Rocha

Defender a educação pela unidade contra o ódio

O fim de 2019 se aproxima e 2020 promete muitas lutas para unirmos todas as forças democráticas contra a política do ódio, da discriminação e da violência representada por Jair Bolsonaro e seus seguidores.

“Nenhuma gota sangue a mais, nenhum direito a menos” canta o grupo Os Baiás, de Parintins, Amazonas, para mostrar a disposição de resistência do povo brasileiro à política de desmonte do Estado e da fabricação da crise como modo de governar.

Se as forças populares não se unirem já, mais tarde poderá ser tarde demais. O Brasil pede socorro e o peso está sobre nossos ombros. Não podemos fugir da raia. Porque “a história é um carro alegre/Cheio de um povo contente/Que atropela indiferente/Todo aquele que a negue”, como cantam Chico Buarque e Pablo Milanés.

O tempo não para e a vida não espera. Os partidos políticos progressistas, nacionalistas e democráticos devem se juntar para construir uma Frente Ampla de oposição ao atual governo para essa frente disputar eleição já em 2020 e assim elegermos um grande número de políticos que defendem os valores da vida democrática.

Além dos partidos, as centrais sindicais devem andar de braços dados para barrar a ofensiva do capital contra o trabalho. Juntas para defender um projeto de desenvolvimento que crie empregos e respeite os direitos da classe trabalhadora.

Juntamente a tudo isso, não podemos largar as mãos de ninguém. Principalmente das camadas da população mais vulneráveis. A violência cresce assustadoramente no campo brasileiro, lideranças são assassinadas com requintes de crueldade, principalmente se forem mulheres.

Indígenas são assassinados pela cobiça de suas terras. LGBTs são espancados e mortos pela sua orientação sexual, mulheres são espancadas, ofendidas, assediadas e mortas pelo simples fato de serem mulheres e quererem viver sem medo.

Onde essa violência vai nos levar? Não podemos permitir que essa situação continue. As nossas crianças e os nossos jovens precisam de nós, de nossa luta para restituirmos o Brasil dos nossos sonhos, repleto de amor, de paz, de justiça, de liberdade e de respeito ao próximo.

Que 2020 nos traga tudo isso e que o site Rádio Peão Brasil continue levando esse importante e necessário debate e muita informação para a sociedade desinformada que temos no país. Juntos podemos mais, muito mais.

Francisca Rocha é Secretária de Assuntos Educacionais e Culturais do Sindicato dos Professores de Ensino Oficial do Estado de São Paulo (APEOESP), secretária de Saúde da Confederação Nacionaldo Trabalhadores na Educação (CNTE) e dirigente da Central dos Trabalhadores e das Trabalhadoras do Brasil (CTB-SP).

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS

QUENTINHAS