PUBLICADO EM 23 de fev de 2018
COMPARTILHAR COM:
Colunista Mônica Veloso

Sindicato forte para garantir direitos

A pesquisa Salariômetro da Fipe divulgada nesta quinta-feira (20) dando conta de que em janeiro deste ano, 91% das negociações salariais resultaram em aumento real, indica uma importante reação dos sindicatos de trabalhadores para o fortalecimento da negociação coletiva e garantia de direitos.

Segundo a pesquisa este é um comportamento que vem se repetindo desde janeiro do ano passado. Enquanto o INPC acumulado nos 12 meses anteriores ficou em 2,1%, a média do percentual de reajustes chegou a 3% – aumento real de 0,9%. Há três meses os reajustes têm aumento real nesse patamar.

São dados relevantes e temos não só que comemorar, mas ressaltar que diante do cenário em que vivemos hoje de um modelo flexibilizado das relações de trabalho, por conta da nova legislação trabalhista que entrou em vigor em 11 de novembro de 2017, cada vez mais se torna importante a atuação do sindicato durante a negociação com o setor patronal.

Destaco ainda que a negociação entre trabalhadores e patrões reforça o aspecto de que o sindicato tem que ser mais estratégico e mais eficiente na mesa de negociação.

Com a perspectiva de que a economia caminha para um aquecimento nos próximos meses e que alguns setores já começam a reagir, a oportunidade se apresenta para garantirmos bons acordos que, vale lembrar, serão parâmetro para as negociações que se realizarão ao longo de 2018 em cada campanha salarial.

As convenções e acordos coletivos são a principal ferramenta de organização e de fortalecimento de uma categoria profissional, é neste espaço que se constrói o caminho para melhores condições de trabalho e consequentemente qualidade de vida do trabalhador e trabalhadora, e seus familiares. E numa negociação coletiva, onde trabalhamos para todos, seja sindicalizado ou não, todos devem colaborar para manter este instrumento tão importante no momento de negociar bons acordos e fortalecer cada vez mais a luta do movimento sindical pela manutenção e conquista de direitos trabalhistas.

Sindicato forte é que mantêm forte atuação de base com sindicalização e bons acordos sociais e econômicos. Fortaleça a luta do seu sindicato e garanta mais direitos!

Monica Veloso, Presidente do Comitê de Mulheres da IndustriAll Global Union e Vice Presidente da CNTM/Força Sindical

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS

  • Ruth Coelho Monteiro

    Muito bom o seu artigo, Monica! Parabéns! É isso aí, o sindicato não faz sentido sem os trabalhadores sindicalizados. Organização, Luta e Negociação!

QUENTINHAS