Antônio Augusto de Queiróz (Toninho)

A empresa e os direitos humanos no Brasil

A política pública de direitos humanos no Brasil ganhou centralidade no governo Fernando Henrique Cardoso e foi impulsionada nos governos do PT (Lula e Dilma), inclusive com a mudança de status da secretaria então existente no Ministério da Justiça, que passou para a Presidência da República e depois foi transformada...

Jorge Nazareno ( Jorginho)

Vamos fortalecer a organização sindical dos trabalhadores

Mas um Sindicato só é forte, só será forte e participativo se contar com o apoio dos trabalhadores. Para isso, é necessário que todos participem da vida da sua entidade.

João Guilherme Vargas Netto

Parabéns a Nexo

Quero chamar a atenção dos leitores para a publicação do Nexo Jornal (https://www.nexojornal.com.br/grafico/2019/05/02/O-perfil-das-pessoas-associadas-a-sindicatos-no-Brasil-em-2017) “O perfil das pessoas associadas a sindicatos no Brasil em 2017”, assinada por Caroline Souza e Gabriel Zanlorenssi.

João Carlos Gonçalves (Juruna)

O self-made-man de Bolsonaro

O empreendedorismo, que pode até ser interessante para um contingente de pessoas das várias classes sociais, não vai resolver o problema da grande massa de desempregados. Mesmo porque, com desemprego em alta, não haverá mercado para consumir os produtos destas empresas.

João Guilherme Vargas Netto

A pedagogia do sucesso

O repúdio à deforma Previdenciária do governo foi unânime, apesar de algumas ressalvas que não levaram em conta o desprezo de Bolsonaro pelo movimento sindical.

Miguel Torres

Emprego é um direito!

Política de recuperação do mínimo distribui renda. O 1º de Maio, Dia do Trabalhador, é um grande momento para os trabalhadores reafirmarem suas lutas por mais direitos e refletirem sobre as conquistas e a situação pela qual o Brasil atravessa. Vale lembrar que a luta por mais direitos está no DNA do 1º de Maio. […]

Vagner Freitas

Rumo à greve geral contra a reforma da Previdência

Movimentos se unem para barrar proposta cruel. Este 1º de Maio entrará para a história do país por unir trabalhadores vestidos com as cores de todas as centrais sindicais, em um mesmo ato e com um só grito: contra a reforma da Previdência. Homens e mulheres hoje invisíveis ao governo aclamarão a data da greve […]

Sergio Luiz Leite (Serginho)

O abandono da política de valorização do salário mínimo

Neste Dia Internacional do Trabalho, data em que, historicamente, comemoramos conquistas e o fortalecimento da classe trabalhadora, infelizmente não temos boas notícias para comemorar. No último dia 15 de abril, o governo Bolsonaro encaminhou projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) ao Congresso Nacional abandonando a política de valorização do Salário Mínimo Nacional – grande conquista dos trabalhadores brasileiros.

João Guilherme Vargas Netto

Viva o 1º de Maio!

Às vésperas das grandes manifestações unitárias do 1º de Maio o mais prudente é desejar que os esforços das direções sindicais sejam recompensados pelo comparecimento maciço dos trabalhadores e trabalhadoras.

Edson Carneiro Índio

1º de Maio Unitário em defesa da previdência pública e solidária

Todas as centrais sindicais se uniram para realizar atividades unitárias em todo o País neste 1º de Maio. Essa unidade ganha relevância se lembrarmos da fragmentação que marcou a manifestação nos anos anteriores. Não poderia ser diferente. Todos sabemos que a reforma da previdência unifica a direita e a extrema...