PUBLICADO EM 28 de abr de 2022
COMPARTILHAR COM:
Colunista Luiz Carlos Motta

Um dia para o trabalhador

O 1º de Maio celebra as conquistas dos trabalhadores ao longo da história e, também, destaca novas pautas e estratégias para garantia e ampliação dos direitos.

A ênfase, este ano, é para os encaminhamentos da Conferência Nacional da Classe Trabalhadora (Conclat), realizada dia 7 de abril.  Representantes das principais centrais sindicais aprovaram uma pauta unificada, com 63 propostas, para serem discutidas e levadas aos candidatos nas eleições gerais deste ano.

 

Propostas

Vale a pena citar, neste importante espaço, os principais itens da pauta e que devem ganhar força no Dia do Trabalhador:

  • Política de valorização do salário mínimo;
  • Programa de renda básica;
  • Promover políticas de incentivo as micro, pequenas e médias empresas;
  • Promover o princípio de “trabalho igual, salário igual”;
  • Garantir à mãe o período de 180 dias de licença maternidade;
  • Política de formação profissional;
  • Saúde e segurança do trabalhador;
  • Economia solidária;
  • -Combater a carestia.

Estes itens podem ser resumidos em quatro palavras, que são a base central da Conferência deste ano: Emprego, Direitos, Democracia e Vida!

Trabalhamos pela implantação destas propostas há vários anos e, agora, mais intensamente no Congresso Nacional, no qual componho a bancada trabalhista.

A luta junto aos sindicatos e no Congresso é árdua e contínua, principalmente diante do triste quadro atual, onde o desemprego atinge 12 milhões de brasileiros e 4,7 milhões que seguem no desalento, segundo o IBGE. Somente com a união de todos, em torno dos mesmos objetivos é que conseguiremos vencer.

Conscientização

O 1º de Maio também deve conscientizar a classe trabalhadora  sobre a importância do sindicato nas suas vidas e das suas famílias. Por isso, um dos nossos “chamamentos” no Dia do Trabalho, é que os trabalhadores se sindicalizem e participem das decisões das suas entidades de classe para fortalecer a si própria e o seu sindicato.

Trabalhador sindicalizado não está sozinho na defesa dos seus interesses trabalhistas e previdenciários. Conta com efetivas ações sindicais e, juntamente com a sua família, pode usufruir de serviços e benefícios nas áreas de saúde, educação, esportes e lazer, entre outros, nos quais o Estado deixa a desejar.

Reflexão e lazer

A data é importante para reflexão sobre o cenário enfrentado pela classe trabalhadora e, também, para usufruir das merecidas horas de lazer. É o que a Fecomerciários e seus 71 sindicatos filiados vão fazer no próximo domingo. O 1º de Maio dos Comerciários se configura como mais um evento inédito da nossa Federação. No Complexo Eco (Centro de Lazer dos Comerciários em Avaré) este ineditismo vais reunir milhares de trabalhadoras e trabalhadores em atos trabalhistas seguidos de muita diversão nas atrações do Eco Blue Acqua Park, a única diversão do gênero mantida por uma entidade sindical. Afinal, o dia é do trabalhador!

Luiz Carlos Motta é Presidente da Fecomerciários, da CNTC e Deputado Federal (PL/SP)

As opiniões expostas neste artigo não refletem necessariamente a opinião do Rádio Peão Brasil

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS

QUENTINHAS