PUBLICADO EM 11 de Maio de 2020
COMPARTILHAR COM:

Secom do governo Bolsonaro usa lema associado ao nazismo em postagem

Texto remete à frase cunhada pelo regime nazista que ornamentava os pórticos dos campos de concentração: “O trabalho liberta”

Postagem da Secom: titular da pasta nega associação ao nazismo – Foto: Reprodução

A Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República usou, em uma publicação na qual divulga um vídeo com ações do governo federal para combater o coronavírus, um lema associado ao nazismo.

Na postagem, publicada em redes sociais, o texto diz: “Parte da imprensa insiste em virar as costas aos fatos, ao Brasil e aos brasileiros. Mas o @govbr, por determinação de seu chefe, seguirá trabalhando para SALVAR VIDAS e preservar o emprego e a dignidade dos brasileiros. O trabalho, a união e a verdade libertarão o Brasil”.

A parte final do texto remete ao lema cunhado pelo regime nazista, que ornamentava os pórticos dos campos de concentração com a frase “O trabalho liberta (Arbeit macht frei)” durante a Segunda Guerra Mundial.

O vídeo da Secom utiliza manchetes e títulos de textos da mídia que criticam as ações de Bolsonaro e de seu governo. E contrapõe declarações do presidente e de figuras de seu governo como forma de responder às críticas.

“Quando o Brasil bate a terrível marca de 10 mil mortos por Covid-19 e se torna o epicentro da pandemia global de coronavírus, Bolsonaro utiliza lema dos campos de concentração nazistas em campanha publicitária do governo federal”, destacou em seu perfil no Twitter a deputada federal Fernanda Melchionna (Psol-RS).

Pelo Twitter, o chefe da Secom, Fabio Wajngarten, rebateu. “É impressionante: toda medida do governo é deformada para se encaixar em narrativas. Na campanha, faziam suásticas fakes; agora, se utilizam de analfabetismo funcional para interpretar errado um texto e associar o governo ao nazismo, sendo que eu, chefe da Secom, sou judeu!”, postou.

Fonte: Rede Brasil Atual

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS

QUENTINHAS