PUBLICADO EM 04 de nov de 2021
COMPARTILHAR COM:
Colunista Josinaldo José de Barros (Cabeça)

Saiu primeiro acordo

Domingo, dia 31, assembleia em nosso Clube de Campo aprovou o primeiro acordo da campanha salarial. Vale para os metalúrgicos que trabalham em empresas de autopeças – eles são cerca de 60% da nossa categoria.

O acordo assegura pagamento do INPC integral, que deve ficar em 10,5%, talvez um pouco mais. O INPC referente a outubro só sai por volta do dia 10.
Também conseguimos dois Abonos, de 13% cada, a serem quitados em novembro e dezembro. O Abono é aplicado sobre o salário nominal. Quem ganha R$ 3 mil, por exemplo, terá Abono de R$ 780,00.
Tradicionalmente, o primeiro acordo serve de parâmetro para os demais grupos patronais. Esperamos bom senso do empresariado para a assinatura das Convenções Coletivas. Se precisar, o Sindicato mobilizará as fábricas, buscando acordo por empresa.
Neste primeiro acordo, conseguimos também renovar por dois anos a Convenção Coletiva. É muito importante porque os companheiros terão a garantia de manter seus direitos até 2023. As cláusulas sociais representam ganhos ao empregado e proteção ao trabalho. No ano que vem, haverá eleição presidencial. Melhor, portanto, atravessarmos o período com nossos direitos garantidos.
As negociações coletivas são coordenadas por nossa Federação, e elas prosseguem junto aos demais grupos patronais. Seguiremos com as assembleias por empresa, para mobilizar os trabalhadores e fazer a pressão a fim de que toda a categoria receba reajuste e os Abonos e tenha as Convenções renovadas. Vale relembrar que, desde o governo FHC, não existe mais lei para repor a inflação nos salários. Por isso, toda negociação começa do zero.
Agradeço a cada companheiro presente à assembleia e pedir aos demais companheiros que fiquem atentos às orientações do Sindicato, pelo site ou redes sociais.
13º salário – Estamos em época de 13º salário, benefício assegurado em 1962 pelo presidente João Goulart, que dá nome ao auditório do Sindicato. Exija pagamento correto desse direito, que nos foi garantido por um Presidente que respeitava o povo. Ao contrário do estrupício atual, que afunda o Brasil na crise e nos envergonha no mundo todo.
Josinaldo José de Barros (Cabeça)
Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região
Diretoria Metalúrgicos em Ação
Email – josinaldo@metalurgico.org.br
As opiniões expostas neste artigo não refletem necessariamente a opinião do Rádio Peão Brasil

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS

QUENTINHAS