PUBLICADO EM 05 de ago de 2019
COMPARTILHAR COM:
Colunista Oswaldo Augusto de Barros

O reinício

O Congresso Nacional reinicia seus trabalhos na terça (6), sem saber ao certo quais os objetivos do Executivo para o segundo semestre de seu governo.

Quando tudo parecia ser uma goleada, uma sequência de gols contra, coloca em risco o trabalho já realizado.

Parece que não há, por parte do Executivo federal, disposição para um convívio pacífico e harmônico. Tudo tem que ser feito a força e na imposição e o povo, bem, ele é apenas um detalhe.

Dizer que “esse governo não me representa”, não deixa de ser uma escolha e uma posição de acomodação, comum ao temperamento brasileiro que, ao final, sempre põe a culpa em alguém que não ele próprio.

Fazemos sim, parte desse governo, ele é o governo do nosso Brasil e, por isso, é nosso dever demonstrar o que pensamos. Incomodar é o nosso papel. O tempo que perdemos nas redes sociais deveria ser melhor utilizado.

Vai aqui uma dica: os sites da Câmara dos Deputados e do Senado, trazem informações sobre: endereço eletrônico, celulares, endereço dos gabinetes, entre muitas outras informações interessantes. Se você está incomodado com o que está acontecendo, diga isso aos parlamentares do seu Estado, isso pode ajudar nas decisões de Suas Excelências.

Os Poderes são independentes, mas tem obrigações a cumprir e devemos exigir isso.

Se nada for feito, quem perderá no futuro será você, a começar pela sua APOSENTADORIA, que muito provavelmente nunca chegará.

Repare que os aumentos para Legislativo, Judiciário e o próprio Executivo, não respeitam as regras mínimas de bom senso ou de economia, para equilíbrio das contas públicas, mas sua aposentadoria tem que ser mínima e sua contribuição prolongada. Eles estão cuidando do futuro deles e você?

Oswaldo Augusto de Barros é professor, presidente da CNTEEC (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Educação e Cultura) e coordenador do FST (Fórum Sindical dos Trabalhadores)

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS

QUENTINHAS