PUBLICADO EM 01 de maio de 2021
COMPARTILHAR COM:
Colunista Sergio Luiz Leite (Serginho)

Nossa força no Dia do Trabalhador

Este ano, o 1º de Maio, Dia Internacional do Trabalho, acontece diante de um cenário de mais de 400 mil mortos no Brasil pela Covid-19, a grande maioria, trabalhadores e trabalhadoras.

Com respeito e solidariedade, aproveitamos para refletir sobre o período conturbado pelo qual estamos passando, tendo em vista a grave crise sanitária e social, e o desequilíbrio econômico que se aprofunda.

A pauta prioritária neste momento é em defesa da vida, dos direitos da classe trabalhadora e da democracia, exigindo medidas imediatas de contenção da pandemia, pela segurança alimentar, pelo combate à fome, por vacina e emprego para todos e auxílio emergencial de R$ 600.

Neste 1º de Maio, parabenizamos toda a classe trabalhadora, mas em especial, destacamos os trabalhadores que compõem os setores químicos, plástico, farmacêutico, petroquímicos, fertilizantes, brinquedos, produção de etanol, entre outros, que não pararam durante a pandemia e são essenciais para o desenvolvimento do país.

Além disso, nos baseamos na força destas categorias para resgatar nossa trajetória de lutas e conquistas, no objetivo maior de fortalecer nossas ações para superarmos a crise e batalhar pela retomada do crescimento econômico do País, com geração de empregos de qualidade, distribuição da renda e justiça social.

Sergio Luiz Leite, Serginho é presidente da FEQUIMFAR e 1º secretário da Força Sindical

As opiniões expostas neste artigo não refletem necessariamente a opinião do Rádio Peão Brasil

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS

QUENTINHAS