PUBLICADO EM 25 de out de 2017
COMPARTILHAR COM:

Manifesto fala em superar divisionismos e propõe a união de amplas forças sociais

Em julho deste ano o ex-ministro e ex-presidente da Câmara dos Deputados, Aldo Rebelo, lançou o Manifesto pela união nacional, onde defende o diálogo entre amplas forças políticas, econômicas e sociais para retomar o desenvolvimento do país.

Aldo Rebelo (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

A um ano das eleições gerais, o Manifesto fala em superar divisionismos políticos e sociais e a “enganosa dicotomia entre estado e mercado”, propondo “a união de amplas forças políticas, econômicas e sociais” para a “afirmação nacional” e para a “superação da crise atual”.

Já assinaram o Manifesto personalidades como Paulo Pereira da Silva, Paulinho, deputado federal e presidente da Força Sindical, Ricardo Patah, presidente da UGT (União Geral dos Trabalhadores) e presidente do Sindicato dos Comerciários de São Paulo e Clemente Ganz Lucio, diretor técnico do Dieese.

Recentemente o Manifesto ganhou um site, com informações sobre o projeto, seus assinantes além do texto na íntegra.

Você pode acessar o site neste link: União Nacional.

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS

QUENTINHAS