PUBLICADO EM 04 de maio de 2023
COMPARTILHAR COM:

Na Sabesp, categoria aprova proposta negociada pelo Sintaema

Em assembleia virtual na quarta-feira (26), os trabalhadores e trabalhadoras da Sabesp aprovaram, por ampla maioria, a proposta negociada pelo Sintaema com a empresa, apresentada na 4ª rodada de negociação da Campanha Salarial da Sabesp.

“Não temos dúvida da importância da campanha salarial e compreendemos que a proposta apresentada pela empresa garante avanços importantes, também sabemos que a conquista de 98% da garantia do emprego será fundamental para a jornada de luta que o Sintaema está liderando contra a privatização da Sabesp. Estamos viajando por todo o estado, visitando todos os municípios que são atendidos pela Sabesp e por onde passamos há um temor da categoria em torno desta ameaça de venda da Sabesp. Avançamos com a negociação da campanha deste ano, mas que fique claro, agora a luta será contra a privatização”, frisou o presidente do Sintaema, José Faggian durante a assembleia.

Vale destacar que o clima que vigorou na assembleia foi de consenso sobre o que está em jogo com o projeto de desmonte do governo estadual e a ameaça de privatização.

“Mesmo com a política de ataques de Tarcísio de Freitas, alcançamos avanços e seguiremos mobilizados e em luta em defesa da Sabesp. Até porque a luta contra a privatização da Sabesp não é apenas uma luta nossa, mas sobretudo é uma luta da população de São Paulo, que pagará a conta do desmonte proposto por Tarcísio”, reiterou Faggian.

Como foi a negociação nesta quarta (26)?
O presidente do Sintaema abriu a assembleia reafirmando que todo o processo de negociação foi construído de modo a manter a premissa do Sindicato: não aceitaremos nenhum direito a menos e apresentou relato do que foi negociado nesta quarta (26).

Faggian relatou que, na parte inicial da reunião, além dos pontos já apresentados nas rodadas anteriores, a direção do Sabesp apresentou como adendo à proposta: renovação integral do Acordo Coletivo, reajuste pelo IPC- FIPE estimado em 4,58% para salários e benefícios; o pagamento de Salário Substituição pelo período mínimo de 20 dias, para os empregados que substituírem outros empregados ocupantes de função gerencial ou de supervisão (supervisor, encarregado ou líder) ou em situações de afastamentos por férias, auxílio doença, acidente do trabalho, licença maternidade, entre outros; implantação de teleconsultas no plano de saúde dos empregados ativos, com coparticipação da categoria.

De pronto, o Sintaema rebateu a proposta inicial e exigiu que não aceitaria o corte da garantia do emprego e nem apenas a inflação para o reajuste. Após a cobrança do Sintaema, a empresa se reuniu novamente com a diretoria da Sabesp e apresentou nova que foi aprovada na assembleia desta quarta e tem entre os seus pontos:

– O reconhecimento da Data-base;

– A renovação integral do Acordo Coletivo;

– O reconhecimento e a garantia do emprego paramos delegados sindicais;

– Garantia do emprego para 98% do efetivo de pessoal, de 30 de abril de 2023 até abril de 2024, mantendo-se os demais critérios estabelecidos no ACT 2022/2023;

– Índice de reajuste 4,58% + 0,4% de aumento real;

– Ampliação do abono de ausência para licença casamento de 3 para 5 dias;

– Implantação de teleconsultas no plano de saúde, sem coparticipação dos trabalhadores;

– O pagamento de Salário Substituição pelo período mínimo de 20 dias, para os empregados que substituírem outros empregados ocupantes de função gerencial ou de supervisão (supervisor, encarregado ou líder) ou em situações de afastamentos por férias, auxílio-doença, acidente do trabalho, licença maternidade, entre outros;

– PPR – Instalação de uma comissão para acompanhamento e negociação das metas estabelecidas no último acordo, prevista para acontecer na segunda quinzena de maio;

– GHE – reunião para discutir a pauta agendada para o dia 24 de maio;

– A retirada da proposta de nova escala de revezamento da negociação da campanha salarial e a instalação de uma Comissão que se reunirá no dia 15 de maio com o objetivo de debater o modelo de escala proposto pelo Sabesp;

– Não haverá suspensão do pagamento dos adicionais de insalubridade e periculosidade nas transferências, caso não haja mudança da exposição aos riscos para os trabalhadores. Informações do Sintaema.

Fonte: Portal CTB

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS

  • Jovane Mantuano

    Para os aposentados da Sabesp,como fica aumento de salário,sou aposentado por tempo de contribuição,ainda com processos contra Sabesp,em andamento

QUENTINHAS