PUBLICADO EM 13 de jun de 2018
COMPARTILHAR COM:

Miguel Torres critica reforma trabalhista durante Congresso da UAW

O 37º Congresso do UAW conta com a presença de sindicalistas do Brasil, entre eles Miguel Torres, presidente da CNTM-Força Sindical e acontece entre os dias 10 e 14 de junho, em Detroit, nos EUA.

Foto: Divulgação

Miguel Torres, presidente da CNTM-Força Sindical, Paulo Cayres, presidente da CNM-Cut, e Luiz Carlos Prates, o Mancha, do CSP-Conlutas, participam de 10 a 14 de junho, em Detroit, nos Estados Unidos, do 37º Congresso do UAW (Sindicato dos Metalúrgicos Norte-Americanos).

O evento conta com a presença de trinta delegações internacionais, eleições para a nova diretoria do UAW e painéis sobre ataques globais aos direitos da classe trabalhadora, golpes contra a democracia e crescimento político mundial da direita e extrema-direita.

No domingo, 10, eles se encontraram com o atual presidente do UAW, Dennis Willians, e outros dirigentes da entidade e de outros países, e na segunda, 11, ocorreu a abertura oficial do Congresso.

Nesta terça, 12 de junho, das 13h às 14h30, no painel internacional “Retorno da Extrema Direita – Ataques globais nos direitos trabalhistas”, nossos líderes metalúrgicos participaram com discursos sobre a realidade do Brasil e os ataques da direita contra os direitos da classe trabalhadora.

Miguel Torres, depois de saudar a UAW e agradecer o apoio às lutas dos trabalhadores brasileiros, disse que para enfrentar a direita brasileira e impedir a continuidade dos ataques aos direitos da classe trabalhadora e ao movimento sindical, é preciso participar das eleições deste ano e votar em governantes e parlamentares que trabalhem pela revogação da reforma trabalhista e coloquem o País nos trilhos do desenvolvimento, com a retomada dos investimentos sociais. “Destaco ainda o movimento Brasil Metalúrgico que, de forma inédita, uniu os dirigentes metalúrgicos de todo o País e de todas as centrais sindicais nas lutas de resistência”.

FONTE: CNTM

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS

QUENTINHAS