PUBLICADO EM 15 de jan de 2020
COMPARTILHAR COM:
Colunista Miguel Torres

Filas e improvisos

O Jornal Nacional, em sua edição de segunda, 13 de janeiro, mostrou que quase dois milhões de brasileiros estão na fila do INSS esperando respostas tanto para pedidos simples, como licença-saúde ou maternidade, quanto para pedidos mais complexos.

Membros do governo alegam problemas operacionais e de orçamento e dizem que estão estudando soluções. Dá pra acreditar? Já estão no poder há mais de 1 ano, fizeram uma nefasta reforma da Previdência e só agem no improviso, sem preparo algum para resolver as precariedades do atendimento e serviços do INSS.

As pessoas, principalmente as mais simples e socialmente vulneráveis, ficam esperando meses, muitas passam mal nas filas, e não conseguem uma resposta para as suas solicitações. Há inclusive casos de aposentados que estão enfrentando dificuldades para provar que estão vivos.

Chega de humilhação. Exigimos respeito, investimentos no INSS, com a contratação de mais servidores qualificados, e um tratamento realmente digno à população que depende da Previdência Social para a satisfação de suas necessidades básicas.

Miguel Torres
presidente da Força Sindical, da CNTM e do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS

QUENTINHAS