economia

Temer sanciona lei que permite uso de até R$ 15 bilhões do FGTS pela Caixa

De acordo com o projeto aprovado no Congresso, a aplicação de recursos do FGTS fica autorizada até o dia 31 de dezembro de 2018.

economia

Crise afeta vendas do comércio do Rio no natal; expansão é de 2%

A crise financeira que atinge o estado e a concorrência causada por camelôs prejudicaram os lojistas. No Natal de 2016, o faturamento aumentou 1%.

economia

Confira como ficou o salário mínimo em 2018 em cada estado

Valor é de R$ 954 desde o dia 1º de janeiro, 1,81% maior do que o de 2016 ou R$ 17 a mais; alguns estados têm piso próprio e não seguem decreto federal; São Paulo tem piso regional, superior ao salário mínimo; Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul também adotam um salário mínimo estadual, mas o novo piso ainda não foi definido; no final da reportagem do portal G1 é possível conferir os valores atuais por estado; salário mínimo regional serve de referência, sobretudo, para os trabalhadores do setor privado que pertencem a categorias não contempladas em acordos coletivos ou convenções, como domésticas; decreto presidencial estabelece ainda que o valor diário do salário mínimo corresponderá a R$ 31,8, e o valor horário, a R$ 4,34; Cerca de 45 milhões de pessoas no Brasil recebem salário mínimo no país, entre aposentados e pensionistas, cujos benefícios são, ao menos em parte, pagos pelo governo federal

economia

No Rio, réveillon injetou quase R$ 2 bi na economia e número de turistas cresceu

Réveillon na Praia de Copacabana reuniu 2,4 milhões de pessoas; festa de Ano-Novo teve 17 minutos de queima de fogos; dados foram divulgados durante entrevista do ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, no Museu do Amanhã, no centro da capital fluminense; segundo o estudo inédito, o Ano-Novo no Rio recebeu 707 mil turistas, um incremento de 11,4% em relação ao ano anterior; foram 614 mil turistas brasileiros e 93 mil estrangeiros

economia

“Reforma está eivada de inconstitucionalidades”, diz presidente da Anamatra

Em meio à polêmica das alterações promovidas pela reforma trabalhista, o presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Guilherme Feliciano, admite a necessidade de uma atualização das leis do trabalho, mas não em um processo apressado e sem discussão como o governo fez. A consequência disso, na opinião do magistrado, é que uma série de itens acabou ficando exposta a acusações de inconstitucionalidade, de modo que a segurança jurídica, tão apregoada como uma das justificativas para as alterações, acabou não sendo atingida e, pior ainda, foi reduzida. “Antes, a [Consolidação das Leis do Trabalho] CLT era previsível. Agora, vamos ter que esperar para as novas regras serem pacificadas. Esse problema não é culpa da magistratura do trabalho, mas de uma lei feita às pressas e eivada de inconstitucionalidades”, avalia.

economia

48% dos consumidores farão redução de gastos em 2018

Pesquisa revela que, na hora de adquirir produtos, consumidor está mais prudente; levantamento foi feito em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Recife, Salvador, Fortaleza, Belém, Goiânia e Manaus na primeira quinzena de dezembro último; principal motivo é o nível elevado de preços, justificado por 24% dos entrevistados; outra razão apontada foi o desemprego (18%) e o mesmo percentual argumentou ter apenas interesse em economizar; para 16%, essa é uma maneira de enfrentar o endividamento e a situação financeira difícil; na lista de compras para janeiro destacam-se, além dos produtos essenciais de consumo, roupas, calçados e acessórios (27%), remédios (17%), recarga para celular (13%), perfumes e cosméticos (10%) e móveis (8%), entre outros

economia

Preço da gasolina diminui e do diesel sobe hoje nas refinarias

Petrobras divulgou que nesta quarta-feira (03) preço da gasolina comercializada nas refinarias diminui 0,1%; já o diesel sofrerá aumento de 0,6%; esta é a primeira variação de preço dos dois combustíveis em 2018; última oscilação ocorreu no sábado (30 de dezembro), quando a gasolina aumentou 1,9% e o diesel 0,4%; preço final ao consumidor, nas bombas, dependerá de cada empresa revendedora e dos próprios postos de combustíveis; histórico das últimas variações praticadas pela Petrobras está disponível na página da estatal na internet

economia

Inflação: energia, gasolina e alimentos vão pesar mais no bolso em 2018

Resultado oficial da inflação do ano passado será divulgado no próximo dia 10, mas a expectativa do mercado é que o índice tenha encerrado o ano abaixo do piso da meta, de 3%; preços maiores não representam risco de inflação geral alta e aumento dos juros; alimentos consumidos em casa devem sair de deflação para alta de até 5% este ano

economia

Trabalhador com saldo na conta do FGTS receberá lucro

Os trabalhadores com carteira assinada receberão neste ano a metade do lucro dos investimentos realizados pelo governo com dinheiro do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) em 2017. Será a segunda vez que os empregados formais do país serão beneficiados pela mudança na distribuição dos rendimentos.

economia

Estudo aponta que consumo das famílias vai crescer 5% no Brasil em 2018

Segundo apurou reportagem do jornal Folha SP, estudo realizado pelo Banco Santander que a combinação entre a alta da renda proporcionado por inflação mais baixa e um menor endividamento das famílias deve liberar R$ 124,2 bilhões a mais para o consumo em 2018; economista-chefe do Santander, Maurício Molon, explica que com o impulso,  previsão é que o consumo cresça pelo menos 5% em 2018