economia

Venda de carros só deve voltar ao pico até 2025, diz setor

economia

Gás de cozinha teve, em 2017, maior alta em 15 anos

De acordo com os dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), o preço médio do botijão de gás em dezembro de 2017 chegou a R$ 66,53; alta foi de 16,39% com relação ao verificado no mesmo mês de 2016, já descontando a inflação no período; aumento maior do que esse, só em 2002 (34%); naquele ano, assim com em 2017, a Petrobras inaugurou uma política de acompanhamento mais próximo das cotações internacionais dos combustíveis

economia

Inflação para famílias com renda de até 2,5 salários foi de 2,07% em 2017

economia

Temer sanciona lei que permite uso de até R$ 15 bilhões do FGTS pela Caixa

De acordo com o projeto aprovado no Congresso, a aplicação de recursos do FGTS fica autorizada até o dia 31 de dezembro de 2018.

economia

Crise afeta vendas do comércio do Rio no natal; expansão é de 2%

A crise financeira que atinge o estado e a concorrência causada por camelôs prejudicaram os lojistas. No Natal de 2016, o faturamento aumentou 1%.

economia

Confira como ficou o salário mínimo em 2018 em cada estado

Valor é de R$ 954 desde o dia 1º de janeiro, 1,81% maior do que o de 2016 ou R$ 17 a mais; alguns estados têm piso próprio e não seguem decreto federal; São Paulo tem piso regional, superior ao salário mínimo; Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul também adotam um salário mínimo estadual, mas o novo piso ainda não foi definido; no final da reportagem do portal G1 é possível conferir os valores atuais por estado; salário mínimo regional serve de referência, sobretudo, para os trabalhadores do setor privado que pertencem a categorias não contempladas em acordos coletivos ou convenções, como domésticas; decreto presidencial estabelece ainda que o valor diário do salário mínimo corresponderá a R$ 31,8, e o valor horário, a R$ 4,34; Cerca de 45 milhões de pessoas no Brasil recebem salário mínimo no país, entre aposentados e pensionistas, cujos benefícios são, ao menos em parte, pagos pelo governo federal

economia

No Rio, réveillon injetou quase R$ 2 bi na economia e número de turistas cresceu

Réveillon na Praia de Copacabana reuniu 2,4 milhões de pessoas; festa de Ano-Novo teve 17 minutos de queima de fogos; dados foram divulgados durante entrevista do ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, no Museu do Amanhã, no centro da capital fluminense; segundo o estudo inédito, o Ano-Novo no Rio recebeu 707 mil turistas, um incremento de 11,4% em relação ao ano anterior; foram 614 mil turistas brasileiros e 93 mil estrangeiros

economia

“Reforma está eivada de inconstitucionalidades”, diz presidente da Anamatra

Em meio à polêmica das alterações promovidas pela reforma trabalhista, o presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Guilherme Feliciano, admite a necessidade de uma atualização das leis do trabalho, mas não em um processo apressado e sem discussão como o governo fez. A consequência disso, na opinião do magistrado, é que uma série de itens acabou ficando exposta a acusações de inconstitucionalidade, de modo que a segurança jurídica, tão apregoada como uma das justificativas para as alterações, acabou não sendo atingida e, pior ainda, foi reduzida. “Antes, a [Consolidação das Leis do Trabalho] CLT era previsível. Agora, vamos ter que esperar para as novas regras serem pacificadas. Esse problema não é culpa da magistratura do trabalho, mas de uma lei feita às pressas e eivada de inconstitucionalidades”, avalia.

economia

48% dos consumidores farão redução de gastos em 2018

Pesquisa revela que, na hora de adquirir produtos, consumidor está mais prudente; levantamento foi feito em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Recife, Salvador, Fortaleza, Belém, Goiânia e Manaus na primeira quinzena de dezembro último; principal motivo é o nível elevado de preços, justificado por 24% dos entrevistados; outra razão apontada foi o desemprego (18%) e o mesmo percentual argumentou ter apenas interesse em economizar; para 16%, essa é uma maneira de enfrentar o endividamento e a situação financeira difícil; na lista de compras para janeiro destacam-se, além dos produtos essenciais de consumo, roupas, calçados e acessórios (27%), remédios (17%), recarga para celular (13%), perfumes e cosméticos (10%) e móveis (8%), entre outros

economia

Preço da gasolina diminui e do diesel sobe hoje nas refinarias

Petrobras divulgou que nesta quarta-feira (03) preço da gasolina comercializada nas refinarias diminui 0,1%; já o diesel sofrerá aumento de 0,6%; esta é a primeira variação de preço dos dois combustíveis em 2018; última oscilação ocorreu no sábado (30 de dezembro), quando a gasolina aumentou 1,9% e o diesel 0,4%; preço final ao consumidor, nas bombas, dependerá de cada empresa revendedora e dos próprios postos de combustíveis; histórico das últimas variações praticadas pela Petrobras está disponível na página da estatal na internet